Leia o conteúdo desse blog em teu idioma

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Missão: pegar o cara mais gato da balada


Dá pra pegar o cara mais lindo da party. Basta usar as estratégias certas. É tudo ou nada!

Rita Trevisan e Louise Vernier
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Passo 1: cuide do visu. Na balada, por causa da música alta, as pessoas dificilmente conseguem se conhecer antes de ficar. Por isso, a aparência vai contar muito. Então, escolha uma roupitcha que valorize o que você tem de mais bonito, só que sem exageros. “Não adianta colocar um superdecote e ficar se sentindo desconfortável com ele. Isso pode até dar uma travada na hora da paquera. Escolha um visual que já sabe que funciona e que faz você se sentir mais confiante”, ensina Regina Vaz, especialista em relacionamentos.
Passo 2: mostrar que está a fim. Enquanto dança, aproveite para dar umas olhadas mais demoradas na direção do garoto, deixando que ele perceba que está na sua mira. “Quando ele olhar de volta, segure por alguns segundos, baixe o olhar e sorria. É uma forma sutil de se declarar e, ao mesmo tempo, de deixar uma certa dúvida no ar. Esse clima de mistério esquenta a paquera, funciona como uma ótima provocação para os meninos”, garante Regina.
Passo 3: jogar um charme. Se depois de alguns minutos o garoto não se aproximar, vale usar o resto do corpo inteiro para tentar seduzi-lo e não apenas o olhar. “A dança é um ótimo caminho para chamar a atenção do garoto e ainda mostrar toda a sua sensualidade”, avisa o psicólogo Thiago de Almeida. É claro que ninguém precisa sair rebolando como se estivesse num pancadão, só para fazer o cara se tocar. Seja natural. “Não é a dança o que importa. O fundamental é mexer no cabelo de um jeito gracioso, sorrir, mostrar que está de bem com a vida e se divertindo”, diz Regina.
Passo 4: desgrudar das amigas. De vez em quando, circule pela balada sozinha, passando, claro, na frente do pretê. “Alguns meninos são mais tímidos e têm vergonha de chegar no meio de um grupo de garotas para abordar uma das meninas. Afinal, se ele levar um fora, o mico será público”, avisa o psicólogo Ailton Amélio. Por via das dúvidas, faça a sua parte, facilitando a vida do gato.
Passo 5: puxar papo. O cara não se aproximou? Abordagem direta, gata! Afinal, pode ser que você não tenha a chance de encontrar o garoto novamente e o mínimo que precisa descolar é um contato dele. Daí, vale pensar numa desculpa qualquer para se aproximar. Algo como: “Tenho certeza que eu já te vi antes, mas não lembro onde. Me ajuda?”. Daí, se o garoto desconversar, é só se apresentar. “Agora que a gente já se conhece, quer dançar?”. E confie no seu taco!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Colabore e comente o que achou sobre o texto que você leu. Ao Amor... Sempre!!

Labels