Leia o conteúdo desse blog em teu idioma

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Amor verbal

Amor verbal
Leonardo Arruda/Esp. CB/D.A Press

Foram os valores parecidos que uniram Débora e Roberto, mas eles reconhecem o papel do diálogo na relação. "Conversa é importante", diz ele


Estudo norte-americano conclui que a forma de se expressar é um fator fundamental para a concretização de um relacionamento

O que torna alguém atraente? Personalidade marcante, bons valores e beleza física costumam ser algumas das respostas mais comuns para a pergunta. Outros podem incluir na lista de características fundamentais de um possível companheiro questões materiais, como bom salário, carro ou casa própria. Tudo isso pode ser de fato importante, mas cientistas norte-americanos adicionam no caldeirão dos relacionamentos felizes outro ingrediente, fundamental para uma história de amor com final feliz: o uso adequado das palavras.

Segundo o pesquisador da Universidade do Texas James Pannebaker, autor do artigo publicado recentemente no jornal especializado Pshycological Science, a maneira como a pessoa conversa é tão atraente quanto valores pessoais, personalidade ou aparência física. “Essa característica está diretamente conectada à inteligência pessoal, por isso tem a capacidade de ser tão atraente”, afirma o psicólogo.

Em seu estudo, ele analisou 900 casais que estavam juntos havia pelo menos um ano, pedindo para que eles contassem o desenrolar do relacionamento desde o dia em que se conheceram. Pelos depoimentos, ele observou a importância do estilo da conversa para o desenvolvimento dos relacionamentos. “O que se diz é fundamental para que os detalhes da relação se ‘encaixem’. A cada palavra dita, uma emoção diferente é despertada na outra pessoa, que sente-se atraída por quem está falando. Sem a conversa inicial, aqueles casais jamais estariam juntos hoje”, acredita Pannebaker.

É o caso da arquiteta Patrícia Almeida, 37 anos, e do acupunturista Carlos Macedo, 38. Casados há nove anos, eles acreditam que a conversa dá forma ao relacionamento. “Existe todo um envolvimento numa boa conversa. É por meio dela que a pessoa pode ou não cativar alguém e conseguir solidificar o namoro ou casamento”, diz Patrícia. Ela reconhece que foram as longas horas de bate-papo com o marido que a fizeram se apaixonar e diz que, sem uma boa conversa, dificilmente alguém é atraente: “A pessoa pode ser linda, mas, se não tiver conteúdo, sem chance”. Carlos lembra que a conversa é fundamental também para manter o relacionamento fortalecido. “É importante saber falar e ouvir. Dessa forma, o casal pode trabalhar o relacionamento em cima dos valores estabelecidos para a vida e, com isso, viver em busca de harmonia”, analisa.

Na opinião do psicólogo especializado em relacionamentos Thiago de Almeida, a conversa é mais importante para que um relacionamento se estabeleça do que a aparência física. “A beleza põe a mesa, mas não serve o jantar. O mesmo serve para as outras características, que sozinhas não cooperam para a manutenção da relação. O único fator que colabora é a conversa. É por meio dela que se nota o nível intelectual, a homogeneidade e semelhanças só perceptíveis quando há comunicação”, opina.

Objetivos pessoais
A terapeuta conjugal e familiar Cristina Dalla Nora não questiona a importância da conversa, mas ressalta que é difícil considerar algum fator como mais importante que outro. Para ela, tudo depende do objetivo de cada um. “Algumas pessoas podem começar a avaliação do outro pelos valores ou pela aparência física, mas um aspecto isolado não é necessariamente decisivo. A história de vida de cada um também está em jogo nesse momento, é com as experiências boas ou ruins de cada um que aparecem as preferências e escolhas futuras”, acredita.

Os namorados Débora Souza, 23 anos, e Rogério Miranda, 24, acreditam que foram os valores parecidos que os uniram. “Eu me encantei com a busca dele por um relacionamento sincero para a vida toda. Não foi a linguagem que me chamou a atenção. Eu me apaixonei pelos princípios dele”, conta a administradora. Rogério concorda com a namorada. “A pessoa que tem valores firmes e os segue é alguém em quem se pode confiar”, diz. Mas ele lembra que foi por meio do diálogo que os dois puderam demonstrar seus valores pessoais. “A conversa também é importante.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Colabore e comente o que achou sobre o texto que você leu. Ao Amor... Sempre!!

Labels