Leia o conteúdo desse blog em teu idioma

segunda-feira, 30 de maio de 2011

A origem brasileira do Dia dos namorados


De acordo com estimativas mais de 400 mil brasileiros devem comprar neste ano algum presente para o Dia dos namorados. Existem diferentes versões a respeito da origem deste dia. Mas, certamente quem inventou o dia dos namorados não foram às pessoas apaixonadas. Aliás, todos os solteiros estão aí a nos lembrar que o dia 12 de junho, embora coincida com a véspera de um santo relacionado com “casórios”, é uma data puramente comercial. Independentemente, deste ponto de vista influenciado por certo despeito, perdoe-me os solteiros, o Dia dos namorados é uma data que ainda inspira muitos casais. Para quem já está acompanhado é um dia para celebrar o amor e para quem ainda procura um par é um dia para investir. E tudo está valendo. Desde as tradicionais cantadas às estratégias mais ousadas.
Internacionalmente o dia dos namorados é tradicionalmente comemorado como Dia de São Valentim, no dia 14 de fevereiro. No entanto, no Brasil celebramos anualmente no dia 12 de Junho, exatamente na véspera do dia de um outro santo da igreja católica chamado santo Antônio, também conhecido por seus ‘méritos’ enquanto casamenteiro. Este santo português tem sua tradição consagrada como casamenteiro, provavelmente devido suas pregações a respeito da importância da união familiar em sua época.
Contudo, o fato dessa celebração acontecer em meados do mês de Junho não está relacionado com o santo padroeiro dos casamentos, mas antes com uma ação publicitária que retoma ao ano de 1949. Para melhorar as vendas de junho, mês considerado o mais fraco para o comércio, um publicitário de nome João Dória, ligado à Agência Standard Propaganda, lançou a pedido da extinta loja Clipper, uma campanha para melhorar as vendas de Junho. A campanha, com o apoio da Confederação do Comércio de São Paulo, consistiu na mudança do dia de São Valentim para o dia 12 de Junho, com o slogan: “NÃO É SÓ DE BEIJOS QUE VIVE O AMOR”.
A propaganda surtiu efeito e as vendas subiram consideravelmente e a Agência Standard ganhou o prêmio de agência publicitária daquele ano. A data foi criada pelo comércio paulista e depois assumida por todo o comércio brasileiro para reproduzir o mesmo efeito do Dia de São Valentim, equivalente nos países do hemisfério norte, para incentivar a troca de presentes entre os "apaixonados".
E é por esta razão que o Brasil não segue o calendário internacional que comemora o Dia dos Namorados no dia de São Valentim. Desde então, 12 de junho se tornou uma data especial, unindo ainda mais os casais apaixonados, com direito a troca de presentes, cartões, bilhetes, flores, bombons... E assim, junho é a época dos apaixonados presentearem seus(suas) parceiros(parceiras) com surpresas agradáveis como demonstração de amor e carinho, sejam elas materiais ou de qualquer outra natureza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Colabore e comente o que achou sobre o texto que você leu. Ao Amor... Sempre!!

Labels