Leia o conteúdo desse blog em teu idioma

quarta-feira, 9 de março de 2011

Romances de carnaval

       Quem nunca viveu um romance de carnaval? Com tantas festas e um clima tão gostoso, é difícil não se deixar levar. Muitas pessoas acreditam que o Carnaval caminha lado a lado com a diversão e a falta de compromisso. Dessa forma, muitos foliões entram no clima da brincadeira e acabam por se envolver fisicamente com várias pessoas durante o feriado ou até na mesma noite.  Contudo, todo o ano alguns casais são formados nesta época e protagonizam belas histórias de amor. Os romances de Carnaval podem durar apenas quatro dias ou se estender por vários anos. Geralmente, são os homens os que procuram relacionamentos casuais durante o carnaval, aliás, a maioria segue o lema "ninguém é de ninguém". Mesmo assim, é impossível prever o momento e lugar em que encontraremos nosso par ideal. Todo lugar e situação possível é válida. Então, para algumas pessoas, o grande amor aparece no carnaval.
No entanto, se você já é comprometido(a) e vai viajar com o(a) parceiro(a) e a família, o cuidado deve ser redobrado para não perder o(a) companheiro(a). Quem estiver hospedado na casa da família do(a) parceiro(a) durante a folia, deve lembrar que ajudar sempre agrada. Você pode participar com sugestões para o cardápio se alguém questionar, mas evite impor a sua vontade para os pratos que serão servidos, ajude com a louça e lembre que você está na casa de outra pessoa. É sempre bom lembrar que o exagero com a bebida deve ser observado com atenção! Sozinho ou acompanhado vale a pena aproveitar o carnaval com muita alegria e alguns cuidados! É nesse momento de euforia para garantir o brilho da festa algumas recomendações devem ser observadas, em especial a prática de sexo seguro, com uso obrigatório do preservativo para se evitar sérias conseqüências. Além do risco óbvio da AIDS, a chance de se contrair hepatite B, herpes e HPV só aumenta nesta época do ano. A transmissão é reforçada pelo fato de alguns foliões se envolverem com várias pessoas, muitas vezes, inclusive numa mesma noite. A euforia não deve colocar a saúde (e a camisinha) em segundo plano, especialmente nos casos em que romances de carnaval se estendem e a camisinha é deixada de lado. Vamos fazer nossa festa rimar com responsabilidade.

2 comentários:

  1. Ficou sem camisinha no carnaval? Faça o teste de Aids: http://bit.ly/fcZMqW #fiquesabendo

    Conheça a Campanha contra a Aids deste Carnaval: www.camisinhaeuvou.com.br
    Siga-nos no Twitter e fique por dentro: www.twitter.com/minsaude
    Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude
    Obrigado,
    Ministério da Saúde

    ResponderExcluir
  2. É complicado essa relação que algumas pessoas fazem de carnaval e libertinagem. Acho que o amor ou o sexo casual permeiam nossa mentes e corpos o ano todo (ao menos deveria)e não precisamos de uns dias de folia para fazer tudoooo ... Podemos fazer tudo todo dia, e claro com camisinha ...

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim. Colabore e comente o que achou sobre o texto que você leu. Ao Amor... Sempre!!

Labels